domingo, 29 de abril de 2012

ORAÇÃO "POR QUE ESTÁS EM NOSSO MEIO"









PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, MINHA ALMA VOA EM ORAÇÃO NA SANTA MISSA.
PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, SINTO-ME ENVOLTO EM LUZ.

PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, DOBRO OS JOELHOS DIANTE DO TEU ALTAR.
PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, TE ADORO NA HÓSTIA SANTA.

PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, RESPEITO OS SACERDOTES, MESMO OS PECADORES. 
PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, AMO O SANTO PADRE, O PAPA, TEU SERVO , SUCESSOR DE PEDRO , LÍDER DA IGREJA.

PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, ACORDO ACREDITANDO NA VIDA.
PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, NÃO TENHO MEDO DO MEU FUTURO, DO SOFRIMENTO, OU DA MORTE.

PORQUE ESTÁS EM NOSSO MEIO, SEI QUE TUDO NO FIM VAI DAR CERTO.






JESUS, VIVO E RESSUCITADO EM NOSSO MEIO, NO MEIO DA IGREJA, NO MEIO DO MUNDO, PASSEIA POR ENTRE NÓS, VISITA-NOS, CONSOLA-NOS, ACONSELHA-NOS, ILUMINA-NOS!

JESUS, VIVO E RESSUCITADO EM NOSSO MEIO, VEJO-TE EM MEU CORPO, VEJO-TE EM MINHA ALMA, VEJO-TE NO OUTRO, VEJO-TE NA NATUREZA!

JESUS, VIVO E RESSUCITADO EM NOSSO MEIO, ME ABRAÇA DAQUELE JEITO QUE SÓ O SENHOR SABE E ME AQUECE EM MEIO AO FRIO DESOLADOR DESSE MUNDO E DA SOLIDÃO.





JESUS, VIVO E RESSUCITADO, NÃO SOU MAIS SOZINHO, POIS ESTÁS COMIGO.
OBRIGADO, AMO-TE.














terça-feira, 24 de abril de 2012

ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO PELO TEMPO PASCAL




OBRIGADO, SENHOR, PELA PÁSCOA!
OBRIGADO PELA IGREJA!
OBRIGADO PELA BELEZA DOS RITUAIS DA SEMANA SANTA!
OBRIGADO POR TER BEIJADO TUA SANTA CRUZ EM ATO DE AMOR A TI!

OBRIGADO POR RELEMBRAR TUA MORTE E DESCIDA DA CRUZ E PODER VER TEU SEPULTAMENTO!

OBRIGADO POR QUE PARA NÓS, CRISTÃOS CATÓLICOS, O SOFRIMENTO TEM UM SENTIDO MAIOR OLHANDO PARA O TEU SOFRIMENTO!

OBRIGADO POR QUE O CENTRO DA NOSSA FÉ NÃO É O DINHEIRO, O TER UM BOM EMPREGO, O TER SAÚDE, OS MILAGRES...

OBRIGADO POR QUE O CENTRO DE NOSSA FÉ ÉS TU, CRISTO CRUCIFICADO, MORTO POR NOSSOS PECADOS, MAS VIVO E RESSUCITADO !

OBRIGADO POR QUE NUNCA ABANDONAS-TE TUA IGREJA, COMO HAVIAS PROMETIDO!

OBRIGADO POR LEMBRAR O AMOR DE TUA MÃE POR TI, SUA SAUDADE, ESPERANDO TUA RESSURREIÇÃO E  SUA ALEGRIA AO TE VER RESSUCITADO!

OBRIGADO, MEU DEUS, POR ESSE TEMPO DE GLÓRIA E ALELUIAS!

OBRIGADO PELO INCENSO SUBINDO AO CÉU EM TUAS IGREJAS NESTE TEMPO FSTIVO!

OBRIGADO POR TUDO , MEU DEUS, POR MINHA FAMÍLIA, AMIGOS, TRABALHO, SAÚDE, POR CADA FELICIDADE  E BÊNÇÃO!

OBRIGADO TAMBÉM PELAS CRUZES QUE CARREGO, POIS ASSIM O DISSESTES , QUE QUEM QUISER SEGUIR-TE DEVE TOMAR SUA CRUZ E IR CONTIGO!

OBRIGADO, MEU DEUS!

O QUE MAIS PENSEI DURANTE ESSA PÁSCOA , FOI NISSO, NA CRUZ!

NÃO PROMETESTES GLÓRIA NESTA VIDA!
NÃO PROMETESTES VITÓRIA NESTA VIDA!

TANTAS IGREJAS FALSAS E PASTORES FALSOS ,HOJE , PREGAM VITÓRIA E PODER NESTA VIDA E INVERTEM A SABEDORIA DE TEU EVANGELHO!

COMO SANTA TEREZINHA DO MENINO JESUS, EU TAMBÉM VOU SEGUINDO-TE SEM ESPERAR MILAGRES, GLÓRIAS, PODER, VITÓRIA, POIS O VERDADEIRO CRISTÃO TE AMA, INDEPENDENTEMENTE DISSO.

FICO TRISTE E HORRORIZADO EM VER O COMÉRCIO EM QUE O EVANGELHO E A BÍBLIA TEM SE TORNADO!

FAZEI , SENHOR, QUE TUA IGREJA SANTA CATÓLICA E APOSTÓLICA ROMANA , QUE JÁ ENFRENTOU TANTAS SITUAÇÕES DIFÍCEIS NESSES DOIS MILÊNIOS, PASSE TAMBÉM POR CIMA DESSE  SÉCULO VITORIOSA.

ROGO -TE SACERDOTES SANTOS!
ROGO-TE LEIGOS ENGAJADOS, LEIGOS CONSAGRADOS E SANTOS!
ROGO-TE , QUE EU SEJA SANTO!



quinta-feira, 5 de abril de 2012

RELÍQUIA - O SANTO CÁLICE - O VERDADEIRO CÁLICE DE CRISTO - SANTO CÁLICE DE VALÊNCIA E O DE ANTIOQUIA








A relíquia, venerada por todos os papas, está na Espanha desde o ano 258. 












 O cálice teria sido enviado de Roma pelo mártir São Lourenço, diácono, para que ficasse protegido, já que o santo sofria uma perseguição, na época, que o levaria à morte.



 


Guardado em uma capela especial na Catedral de Valência, o cálice de 17 cm de altura virou tema de debates e enigmas.









 






 




Apesar do respaldo do Vaticano, muitos especialistas questionam se o cálice é o mesmo usado por Cristo, principalmente, porque está decorado com ouro e pedras preciosas.

“É compreensível essa desconfiança. A todos nós vêm à mente as cenas pobres com os discípulos sentados no chão e Jesus com um humilde cálice de barro. Mas não foi assim”, diz o professor de história de Universidade de Valência e historiador da catedral Valênciana, Vicente Martínez.





 











“O filho do carpinteiro escrevia em hebreu, era chamado de rabi — mestre em hebraico — e esteve com famílias com posses como a de Lázaro. É só consultar o evangelho”, afirmou.








‘Parte sagrada’

A relíquia sagrada em si seria apenas a parte superior do cálice.

 Uma copa alexandrina de ágata que os arqueólogos consideram de origem oriental criada entre os anos 50 e 100 antes de Cristo. 




 








As asas e a base de ouro com pedras preciosas são do século XVI.





O catedrático Valênciano diz que pode haver dúvidas de que seja o mesmo usado na última ceia, mas afirma que existem cada vez mais informações que confirmam o fato.

“A tradição israelita que ainda permanece é a de manter um cálice especial de benção para as ceias de Páscoa. Os Evangelhos dizem que Jesus celebrou os ritos de Páscoa em uma sala decorada e com pompas”.

“Os apóstolos puderam conservar o cálice da primeira eucaristia. E se esse permaneceu intacto todo esse tempo pode ser porque o sagrado mistério o protege”, disse Martínez.



 Na verdade, o cálice é feito de pedra ágata - um material popular para  bebidas de embarcações naqueles tempos. É uma peça homogénea cortada inteiramente a partir de um pedaço maciço de ágata, 9 cm de diâmetro.  

Naturalmente, as decorações de ouro e pérolas foram adicionados à estrutura de suporte ao longo dos séculos.

 

 





Acredita-se que tenha sido deixado na casa onde a Última Ceia teve lugar - uma casa pertencente à família de São Marcos, um dos evangelistas, que mais tarde levou para Roma, quando ele foi para servir de intérprete para São Pedro. 




Repassado ​​dentro da igreja e usado como Cálice Papal, a relíquia foi enviada para fora de Roma no século 3 por São Lourenço, em antecipação a uma perseguição.  

Ele foi levado para fora de Roma nas mãos de um soldado espanhol de Huesca, Espanha.  

Durante a ocupação muçulmana da península Ibérica, o Graal (cálice) foi escondido e mais tarde ressurgiu em vários mosteiros e catedrais espanholas. 





 



Os reis da Espanha o buscaram depois, em certas ocasiões, tendo-o em seus cofres ou palácios, até que finalmente foi apresentado à Catedral de Valência no século XV, onde permaneceu desde então.  






Ele rapidamente deixou a Catedral  apenas duas vezes, ambas durante a Guerra Civil em 1930, por temores de pilhagem.

Existe um cálice na Catedral de Antioquia que também afirmam ser o verdadeiro Graal e também passou pelos testes de autenticidade.  









CÁLICE DE ANTIOQUIA







No entanto, é demasiado grande para ser passado em torno dos participantes da ceia como um copo. 



Registros referem-se a duas xícaras sendo usados ​​na Última Ceia - um como um tanque coletivo para o vinho e o outro como um copo para beber.

Assim, pesquisadores supõem que o cálice de Antioquia serviu como jarra de vinho e o de Valência é que foi usado para beber durante a ceia.







São Lourenço, 
diácono responsável pelos tesouros da Igreja, na época da perseguição de Roma ,
enviou o cálice para  Espanha.


























Fontes:




terça-feira, 3 de abril de 2012

MILAGRES E GRAÇAS DE NOSSO SENHOR DOS PASSOS




Quando vou aos santuários e visito Igrejas de Romaria e entro nas salas dos ex-votos fico surpreso em ver quantas pessoas receberam graças de Deus através dos seus santos.

Antes, um ex-voto podia bastar, mas agora , é preciso que as pessoas façam mais que um ex-voto.

É preciso que falem, deem testemunho, digam que são agradecidas a Deus, relatem sua fé no seu santo protetor, é preciso que sirvam de exemplo.

Gosto de procurar relatos de graças alcançadas, em sites diversos, pois para mim são sempre um exemplo de como devemos ter fé e persistir na oração. 








 

 

 

 

 

 

 

NOSSO SENHOR DOS PASSOS RESSUCITA MENINO:

 
José Carlos Guimarães Costa sempre foi um menino que brincou subindo em árvores, correndo livre pelo quintal... Com brincadeiras que as crianças de hoje (geração computador) dificilmente brinca ainda.

    Um dia, na sua infância, quando brincava com seus amigos, foi empurrado por um deles, e caiu do terceiro andar de um prédio. Bateu a cabeça e ficou como se estivesse morto. E assim, o médico que o socorreu, disse que ele estava: morto.

    A mãe, Maria da Conceição, ficou desesperada. Na mesma hora em que o filho estava vivo já estava morto." Tem certeza, doutor? "Mas o médico afirmou que ele estava morto. "Quebrou a bacia e a coluna. Além disso, não respira, o coração parou de funcionar. Cair daquela altura... Pode levar, dona Maria. Cuidar de vestir para o sepultamento."

    Ainda inconformada, enquanto terminava de limpar o filho para o vestir e velar, clamava a Nosso Senhor Jesus Cristo e a Nossa Senhora pelo filho, que não, não podia morrer. Nisso, consagrou o filho a Nosso Senhor dos passos. E de repente, o menino deu um suspiro de dor.

    - Será alucinação, meu Deus!

    E suspirou outra vez. Ele estava vivo.A mãe o vestiu e colocou o filho em cima da cama. Ele ainda ficou sendo cuidado por ela durante muitos dias em que ele ficou sem poder andar. Além dos cuidados físicos, a Mãe rezava pelo filho dia e noite e o consagrou a Nosso Senhor dos Passos, para que o filho pudesse andar outra vez, agradecendo o fato dele estar vivo, mas pedindo que andasse. Prometeu a Nosso Senhor, que todos os anos na Festa de Nosso Senhor dos Passos, o filho iria andando na procissão para agradecer o fato de ter sobrevivido e poder andar. E ele voltou a andar e ia todos os anos na procissão de Nosso Senhor dos Passos. Até hoje, ainda está vivo, andando, trabalhando. Tem três filhos e é casado. E vai com a esposa nos encontros de casais, no grupo de oração e vai às missas dominicais e o mais importante: é feliz.

OBS: José Carlos, meu tio, irmão de minha mãe. 




NOSSO SENHOR DOS PASSOS SALVA GARIMPEIRO DA MORTE


Elvani Oliveira Lima é nativa de Lençóis e filha de garimpeiros. Com o pai, aprendeu a andar por esses matos da chapada, a girar a batéia e a procurar diamante. A mãe ensinou os trabalhos da roça e a louvar o Senhor dos Passos, patrono dos garimpeiros. A devoção pelo Santo ganhou forte representatividade em sua vida quando o pai dela foi soterrado por um barranco. Ainda que estivesse dado como morto ela não hesitou em clamar ao Senhor dos Passos pela vida do pai querido. O milagre foi alcançado e D.Vâni tem hoje esse Santo como o grande amor de sua vida, “para mim não há mais nada importante que louvar meu querido Santo”. 










 















NOSSO SENHOR DOS PASSOS SALVA MÃE E FILHO:
 Fernanda Brito, 34, teve um momento decisivo em sua vida há cerca de quatro meses. Hoje, ela carrega nos braços o resultado de um milagre. “Minha gravidez era de risco. Ou era eu ou o João Pedro. Estou aqui para pagar minha promessa, já que nós dois sobrevivemos”, contou. Vestida de branco e com os pés descalços, com João Pedro vestido de roxo, ela afirmou que sempre participou da procissão e vinha descalço. “Eu acredito muito, tenho fé. Sou prova de um milagre”, relatou.









 











NOSSO SENHOR DOS PASSOS LIVRA MÃE DE ABORTO
 Joelma Domícia Nascimento Machado, 41, passou por situação parecida com a de Fernanda. Há 15 anos ela acompanha a filha, com essa idade, que vai a caráter na procissão por ter sobrevivido no parto. “Tive dois princípios de aborto e fiz a promessa. Ela vem vestida desde que nasceu e deve continuar vindo até o ano que vem, quando completar 16 anos”, afirmou. Mas Janete Nascimento Machado, 15, disse que gosta de ir à procissão e deve continuar seguindo a tradição mesmo depois do final da promessa.








 

Testemunho de Lucia de divinopolis mg:

graça alcançada

agradeço a jesus pois ha 4 horas atras tinha pedido ajesus pelo meu irmao que estava naquele momento tirando carteira de moto fui para a igreja e diante do santissimo tornei a pedir a jesus na hora da prosiçao do senhor dos passos a graça chegou obrigado jesus
Em 02/04/2012 às 22h17











 




NOSSO SENHOR DOS PASSOS CURA ASMÁTICO

 Segundo José Lima, certo dia, um  taxista que sofreu de asma durante quinze anos foi aconselhado por um mendigo a buscar a ajuda do santo. Foi o que o taxista fez. E curou-se. Jamais voltou a ver o tal mendigo, da mesma forma que nunca o tinha visto antes do primeiro contato. 











EX-VOTOS EM AGRADECIMENTO
 Os ex-votos, localizado no interior da Igreja e Convento do Carmo, em São Cristóvão,  25  quilômetros de Aracaju, revelam histórias de fé e devoção. Para cada membro do corpo humano ali colocado por fiéis e devotos de Senhor dos Passos, há o  testemunho de um milagre realizado.


 


 









 OUTRO TESTEMUNHO:

 “É uma emoção muito grande! Eu, graças a Deus, tenho muita fé em Senhor dos Passos. Pedi a Ele que me desse saúde para chegar até aqui e Ele me atendeu. Há três anos venho pagar a minha promessa e só não vim no ano passado porque estava doente.” , disse Dona Maria que, mesmo aos 85 anos, não deixa de participar.





















 FONTES:








AS DORES DE NOSSA SENHORA - PASSAGENS BÍBLICAS E TRADIÇÃO









Para mim , lembrar as dores de Nossa Senhora significa colocar-se à disposição de amar a Jesus.

Pois, acompanhando em meditação a Virgem maria em suas dores, nos colocamos no lugar dela, pensamos como deve ter sido dolorido ser mãe, ter apenas um filho e vê-lo morrer de maneira tão cruel.



Seguir Maria em suas dores, é aprender a amar a jesus como amigo, homem, filho, Senhor e Deus.

Nossa Senhora das Dores é também conhecida como Nossa Senhora da Piedade ou, ainda, a Mãe Dolorosa. 

A Igreja também celebra no dia 15 de setembro a Festa de Nossa Senhora das Dores. 

 Porém, é costume nas procissões da Sexta-Feira Santa fazer acompanhar a imagem do Senhor Morto, pela imagem de Nossa Senhora das Dores, relembrando aquele encontro cheio de dor e compaixão – por isso também o título de Senhora das Dores se faz lembrar nesta época em que se celebra a Paixão e Morte de Jesus. 

 As dores de Nossa Senhora, que relembramos , de acordo com a Tradição e os Evangelhos são sete.

Claro que Jesus e Maria, passaram por muitos sofrimentos, mas foram escolhidos sete momentos da vida de Maria , que aparecem nos Evangelhos, ou supomos terem acontecido a partir do que nos conta a Bíblia.

O número sete , na verdade simboliza todas as dores de Maria, que foram muito maiores do que esse número. 

(REZE TAMBÉM O OFÍCIO DE NOSSA SENHORA DAS DORES. São sete hinos compostos com base em trechos bíblicos do livro da Lamentação de Jeremias, Salmos, do Evangelho e da Liturgia das Horas:

http://rezairezairezai.blogspot.com.br/search/label/OF%C3%8DCIO%20DE%20NOSSA%20SENHORA%20DAS%20DORES    )



 As sete dores são:

As sete dores de Nossa Senhora

Pecadores redimidos,
Com o sangue do Senhor,
Atendei, Olhai se existe
Dor igual a minha dor.


 
 
 

















1) A Profecia de Simeão - Uma espada de dor transpassará a tua alma. (Lc, 2,35)

Dolorosa, aguda espada
Transpassou-me o coração
Quando a morte do meu Filho
Me predisse Simeão



 DO EVANGELHO DE SÃO LUCAS ( 2, 33-35):

Seu pai e sua mãe estavam admirados das coisas que dele se diziam.
(34) Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: 
 



Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições,E uma espada transpassará a tua alma.
(35) a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações.













 




II) A Fuga para o Egito -
Fugindo do furor de Herodes. Então José tomou a criança e sua mãe e fugiu de noite para o Egito. (Mt, 2,14)

Junto ao Filho para o Egito
Eu fugi, com dor Atroz
Quando Herodes O buscava
Para dá-lo ao vil algoz

 



 DO EVANGELHO DE SÃO MATEUS ( 2,13-15):

Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse:
 Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito, fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar.


 



(14) José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito.




(15) Ali permaneceu até a morte de Herodes para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta: Eu chamei do Egito meu filho (Os 11,1).







III) A perda do Menino Jesus no Templo - Filho, por que fizeste assim conosco? Eis que teu pai e eu te procurávamos cheios de aflição. (Lc, 2,48)

Quem dirá meu sentimento,
Desolada me encontrei
Vendo o Filho perdido
Por três dias O busquei



 
 DO EVANGELHO DE SÃO LUCAS ( 2, 43-52)

Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem.
(44) Pensando que ele estivesse com os seus companheiros de comitiva, andaram caminho de um dia e o buscaram entre os parentes e conhecidos.

 


(45) Mas não o encontrando, voltaram a Jerusalém, à procura dele.
(46) Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.
(47) Todos os que o ouviam estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas.
(48) Quando eles o viram, ficaram admirados. 


 





E sua mãe disse-lhe: 
Meu filho, que nos fizeste?! Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição.



 
(49) Respondeu-lhes ele: Por que me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?
(50) Eles, porém, não compreenderam o que ele lhes dissera.
(51) Em seguida, desceu com eles a Nazaré e lhes era submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração.
(52) E Jesus crescia em estatura, em sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens.










IV) O encontro com Jesus no caminho do calvário - Os soldados levaram Jesus. Uma grande multidão o seguia. Entre o povo havia mulheres que choravam e se lamentavam por causa dele. (Lc, 23,27)

Que martírio na minh'alma
Encontrando o meu Jesus
No caminho do Calvário
Arquejando sob a Cruz

 Apesar de não haver menção nos Evsangelhos, acredita-se que Maria acompanhou o calvário, pois ela se encontrava aos pés da cruz, como diz o Evangelho de São João.







 DO EVANGELHO DE SÃO LUCAS ( 23,25-31)
Soltou-lhes aquele que eles reclamavam e que havia sido lançado ao cárcere por causa do homicídio e da revolta, e entregou Jesus à vontade deles.
(26) Enquanto o conduziam, detiveram um certo Simão de Cirene, que voltava do campo, e impuseram-lhe a cruz para que a carregasse atrás de Jesus.



 



(27) Seguia-o uma grande multidão de povo e de mulheres, que batiam no peito e o lamentavam.






(28) Voltando-se para elas, Jesus disse: Filhas de Jerusalém, não choreis sobre mim, mas chorai sobre vós mesmas e sobre vossos filhos.
(29) Porque virão dias em que se dirá: Felizes as estéreis, os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram!
(30) Então dirão aos montes: Caí sobre nós! E aos outeiros: Cobri-nos!
(31) Porque, se eles fazem isto ao lenho verde, que acontecerá ao seco?










V) A morte de Jesus na Cruz - Perto da cruz estavam a Mãe de Jesus e a irmã dela, mulher de Cléofas e também Maria Madalena. E Jesus disse a sua mãe: Ai está o vosso filho. E a João ele disse: Ai está tua mãe. (Jo, 19,25-27)

Mas, ó céus, ó terra, vede:
Dor maior não pode haver
Vendo a morte do meu Filho
Foi milagre eu não morrer!

 
 DO EVANGELHO DE SÃO JOÃO (19, 23-28):

Depois de os soldados crucificarem Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram delas quatro partes, uma para cada soldado. A túnica, porém, toda tecida de alto a baixo, não tinha costura.
(24) Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas deitemos sorte sobre ela, para ver de quem será. Assim se cumpria a Escritura: Repartiram entre si as minhas vestes e deitaram sorte sobre a minha túnica (Sl 21,19). Isso fizeram os soldados.


 



(25) Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena.
(26) Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho.
(27) Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.

(28) Em seguida, sabendo Jesus que tudo estava consumado, para se cumprir plenamente a Escritura, disse: Tenho sede.

















VI) A lançada no coração de Jesus e a descida da Cruz - José, da cidade de Arimatéia, tirou o corpo de Jesus da cruz e o enrolou num lençol de linho, Maria o recebeu em seus braços. (Lc. 23,53)

Contemplai meu sofrimento,
Minha angústia ao pé da Cruz:
Pela lança transpassado
Vi meu Filho, o meu Jesus


 
 DO EVANGELHO DE SÃO JOÃO ( 19, 33-42):

Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas,
(34) mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água.
(35) O que foi testemunha desse fato o atesta (e o seu testemunho é digno de fé, e ele sabe que diz a verdade), a fim de que vós creiais.
(36) Assim se cumpriu a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado (Ex 12,46).
(37) E diz em outra parte a Escritura: Olharão para aquele que transpassaram (Zc 12,10).



 


(38) Depois disso, José de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, mas ocultamente, por medo dos judeus, rogou a Pilatos a autorização para tirar o corpo de Jesus. Pilatos permitiu. Foi, pois, e tirou o corpo de Jesus.

(39) Acompanhou-o Nicodemos (aquele que anteriormente fora de noite ter com Jesus), levando umas cem libras de uma mistura de mirra e aloés.
(40) Tomaram o corpo de Jesus e envolveram-no em panos com os aromas, como os judeus costumam sepultar.
(41) No lugar em que ele foi crucificado havia um jardim, e no jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda fora depositado.
(42) Foi ali que depositaram Jesus por causa da Preparação dos judeus e da proximidade do túmulo.




 DO EVANGELHO DE SÃO LUCAS ( 23, 50 - 56):
(50) Havia um homem, por nome José, membro do conselho, homem reto e justo.
(51) Ele não havia concordado com a decisão dos outros nem com os atos deles. Originário de Arimatéia, cidade da Judéia, esperava ele o Reino de Deus.
(52) Foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus.
(53) Ele o desceu da cruz, envolveu-o num pano de linho e colocou-o num sepulcro, escavado na rocha, onde ainda ninguém havia sido depositado.

















VII) O sepultamento de Jesus e a soledade de Nossa Senhora - As mulheres que haviam seguido Jesus, desde a Galiléia, foram com José e viram o túmulo e como Jesus tinha sido colocado ali.. (Lc. 23,55).

Oh! Que dor mais cruciante,
Que suprema solidão,
Ao levarem-no ao sepulcro,
Invadiu-me o coração.
 

DO EVANGELHO DE  SÃO LUCAS ( 23, 54- 56):


(54) Era o dia da Preparação e já ia principiar o sábado.


 



(55) As mulheres, que tinham vindo com Jesus da Galiléia, acompanharam José. Elas viram o túmulo e o modo como o corpo de Jesus ali fora depositado.







(56) Elas voltaram e prepararam aromas e bálsamos. No dia de sábado, observaram o preceito do repouso.