segunda-feira, 10 de julho de 2017

PROVA DE FOGO OU JULGAMENTO DE DEUS, DA IDADE MÉDIA. - MILAGRE DOS SANTOS








Na imagem acima, temos a representação da prova de fogo, também conhecida na Idade Média como julgamento de Deus. Esse  julgamento consistia em que o acusado deveria entrar no fogo ou pôr a mão nele e se estivesse dizendo a verdade não se queimaria. 








Isso aconteceu com o monge Pedro Igneus, obedecendo a um pedido de São João Gualberto.









Em Florença o Bispo Pedro Mezzobarbo ou Pedro de Pavia, foi acusado publicamente de aquisição simoniacal da dignidade episcopal. Como ele negou  a acusação e teve numerosos apoiadores, a polêmica causava intensa agitação em Florença.







Os monges Vallombrosianos eram seus principais acusadores, e sobre a insistência das pessoas para realizar a prova de fogo, o julgamento de Deus,  recorreram a São João Gualberto.
  
Ele designou para o teste Pedro Aldobrandini (chamado depois de Pedro Igneus), que se submeteu com sucesso à prova (1068), passando a receber o título de "Igneus". 

Este triunfo dos monges foi seguido pela confissão por parte do bispo dos pecados dele.





Cenas da vida de São João Gualberto. O Julgamento de Deus está ao lado esquerdo, na parte de baixo.



FONTES:
VIDA DE SÃO JOÃO GUALBERTO: http://santossanctorum.blogspot.com.br/2017/07/sao-joao-gualberto-padroeiro-da.html 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Igneus


Nenhum comentário:

Postar um comentário