quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Onde fala na Bíblia sobre Nossa Senhora da Conceição?




Nossa Senhora Conceição é um dos muitos títulos dados à Mãe de Jesus. 

Por isso, toda vez que encontramos alguma referência à Maria na Bíblia aí está uma passagem que fala de Nossa Senhora.

Nós a chamamos de Conceição, palavra que se refere à concepção, para lembrar o mistério de Maria ter sido concebida sem o pecado original. Todos os homens nascem manchados com o pecado original (o pecado de Adão) :

Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe. Salmos 51 (50),5  . 


Maria, em virtude de sua missão de dar corpo e sangue para que o Verbo Divino se fizesse carne entre os homens, foi preservada desse pecado. Maria foi salva por seu Filho Jesus, assim como todos os que nele creem, mas de modo diferente, de modo antecipado. Ela confirmou essa adesão ao plano de Deus ao se colocar como escrava do Senhor e não duvidar das palavras do anjo, sendo fiel a Jesus até o fim de sua vida.


Sobre o uso da imagem de Nossa Senhora da Conceição, leia na Bíblia que Deus permitiu esse  uso em Êxodo 25, 18-22;31,1-6; Números 21, 7-9; 1Reis 6, 18. 23-35; I Reis 7, 18-51; 1 Reis 8, 5-11; Números 7, 89; 10,33-35; Josué 3, 3-8;Juízes 18,31 1Sam 6, 3-11; II Sam 6,2; Ezequiel 41,1. 17-26; Gálatas 3,1.



Índice:

-1- Referências a Maria, Nossa Senhora, no Novo Testamento:

2- Referências a Maria no Antigo Testamento

3- O que significa Conceição?

4- A Coroa de Maria

5- O Manto de Maria 

6- A Intercessão de Maria, Mãe de Jesus, no céu.

7- Porque e para que fazer uma imagem de Nossa Senhora da Conceição?




1- Referências a Maria, Nossa Senhora, no Novo Testamento:


Em Mateus, nos capítulos 1 e 2, Maria aparece na descrição da anunciação do nascimento de Cristo e no seu nascimento em Belém.
Em Lucas, a partir de 1,26, é descrito de forma detalhada a anunciação pelo anjo Gabriel enviado a Maria.

Depois, a partir de 1,39, fala de Maria que vai ao encontro da prima Isabel, que também está grávida, de João Batista.

No capítulo 2 Lucas conta o nascimento de Jesus.

 De 2,41-2,50 conta o fato que o menino Jesus, com 12 anos, se perde dos pais e finalmente é encontrado por eles no Templo, ensinando os doutores.

Lucas conclui o seu "evangelho da infância" dizendo:
Sua mãe, porém, conservava a lembrança de todos esses fatos em seu coração. E jesus crescia em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e diante dos homens (Lucas  2,51-52)


Durante o ministério de Jesus


Também durante a vida pública de Cristo, há algumas passagens onde é descrita a presença da sua mãe. 

  • Bodas de Caná: Maria intercede para que Jesus venha em auxílio dos noivos, que ficaram sem vinho. Jesus então realiza, segundo João, o primeiro milagre, transformando a água em vinho - João 2,1-12;
  • Na paixão - Diz João: "perto da cruz de jesus, permaneciam de pé sua mãe... Em seguida a confia a João dizendo: "eis tua mãe!" (João 19,25-27).
Na igreja nascenteO livro dos Atos dos Apóstolos mostra como Maria fazia parte da primeira comunidade, depois da ressurreição:

Atos 1,12-14: junto com os apóstolos, após a ascensão de Cristo, se reuniram na "sala superior" algumas mulheres, "entre as quais Maria, a mãe de jesus".

Em Galátas 4, São Paulo também a menciona:
4. Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei,
No Apocalipse 12 a figura da Mulher- povo de Deus também se mistura à figura de Maria, aquela que deu à luz o Menino que regerá o mundo com cetro de ferro:



"1. Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas.
5. Ela deu à luz um Filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro. Mas seu Filho foi arrebatado para junto de Deus e do seu trono.
2. Estava grávida e gritava de dores, sentindo as angústias de dar à luz.
15. A Serpente vomitou contra a Mulher um rio de água, para fazê-la submergir.
16. A terra, porém, acudiu à Mulher, abrindo a boca para engolir o rio que o Dragão vomitara.
17. Este, então, se irritou contra a Mulher e foi fazer guerra ao resto de sua descendência, aos que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus."



2- Referências a Maria no Antigo Testamento




Mas muito antes do Novo Testamento Maria já tinha sido profetizada. Ela é o único ser humano profetizado desde o pecado de Adão:


Gênesis 3, 14-15:

14. Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais e feras dos campos; andarás de rastos sobre o teu ventre e comerás o pó todos os dias de tua vida.
15. Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela (Maria e Jesus). Esta te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar.”






Isaías 7,14:


Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco


.


Miquéias 5,2:



2. Por isso, (Deus) os deixará, até o tempo em que der à luz aquela que há de dar à luz. Então o resto de seus irmãos voltará para junto dos filhos de Israel.



Zacarias 2,14:


Solta gritos de alegria, regozija-te, filha de Sião. Eis que venho residir no meio de ti - oráculo do Senhor.



Sofonias 3,14:
Canta alegremente, ó filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija- te, e exulta de todo o coração, ó filha de Jerusalém.

Salmos 44 (45),8-17:
"As filhas dos reis estavam entre as tuas ilustres mulheres; à tua direita estava a rainha ornada de finíssimo ouro de Ofir.
 Ouve, filha, e olha, e inclina os teus ouvidos; esquece-te do teu povo e da casa do teu pai.
Então o rei se afeiçoará da tua formosura, pois ele é teu Senhor; adora-o.
E a filha de Tiro estará ali com presentes; os ricos do povo suplicarão o teu favor.
A filha do rei é toda ilustre lá dentro; o seu vestido é entretecido de ouro.
Levá-la-ão ao rei com vestidos bordados; as virgens que a acompanham a trarão a ti.
Com alegria e regozijo as trarão; elas entrarão no palácio do rei.
Em lugar de teus pais estarão teus filhos; deles farás príncipes sobre toda a terra.
Farei lembrado o teu nome de geração em geração; por isso os povos te louvarão eternamente."






3- O que significa Conceição?


Conceição é o sinônimo de concepção. Quando invocamos Maria pelo nome de Nossa Senhora da Conceição, queremos lembrar o fato dela ter sido concebida sem o pecado original, e ter nascido imaculada, daí haver o dogma da Imaculada Conceição ( a concebida sem pecado).

Para entender esse dogma devemos lembrar que a Igreja Católica existe antes da Bíblia cristã. Foi a Igreja Católica quem fez e definiu a lista dos livros inspirados do Novo e do Antigo Testamento. Logo, ela definiu esses livros através de sua Tradição Apostólica, pois a Igreja guardou os ensinamentos que aprendeu dos Apóstolos seja por palavras ( oralmente), ou por cartas (pela escrita)"   (1 Tessalonisenses 2,15) e de seu Magistério ( Bispos reunidos com o Papa).


Daí, a diferença entre os protestantes e os católicos. Nossa fé não se baseia apenas na Bíblia, mas na união entre Bíblia, Tradição e Magistério. E sempre foi uma crença dos primeiros cristãos que Maria tivesse sido Imaculada por causa do Senhor.


Sobre a palavra conceição ou concepção a Bíblia nos faz várias referências como:


"Quanto a Efraim, a sua glória como ave voará, não haverá nascimento, não haverá gestação nem concepção. "

Oséias 9,11

"E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará." 

Gênesis 3,16


Sobre a  concepção de Jesus, lemos:




"Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Que estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. "
São Mateus 1,18

"E, quando os oito dias foram cumpridos, para circuncidar o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido."
 São Lucas 2,21





"E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus." 
São Lucas 1,31




"Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel."
Isaías 7,14

Sobre a Concepção de Maria, devemos recordar o livro do Gênesis 3,15:

"Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Ela te esmagará a cabeça e tu tentarás mordê-la no calcanhar."

Maria foi prometida, profetizada e preparada por Deus desde o início dos tempos. Desde o momento em que Adão pecou, Deus traçou seu plano de salvação e incluiu a descendência da mulher, Maria, por isso a ela podemos nos referir com a citação dos provérbios:

"Ainda não havia abismo quando fui concebida, e ainda as fontes das águas não tinham brotado."
 Provérbios 8, 24

Maria foi planejada para ser Mãe do Salvador como profetizaram os profetas, por isso, assim como Deus exigiu uma Arca Santa ( Êxodo 25,10-11; Deuteronômio 10,3) para seus mandamentos, sua palavra, era necessário que a Mãe do Verbo Divino também fosse preparada como uma Arca digna de carregá-lo, pois Deus não convive com o pecado. 

Dessa forma, quando a Bíblia se refere à exigência de Deus para ter uma Arca incorruptível, vemos aí um alusão à Maria, a Mulher que deve esmagar a cabeça da serpente, que deve ser incorruptível, pois o puro[Jesus] pode Vir dum ser impuro? Jamais!" Jó 14,4. 

Vejamos o trecho que fala da Arca incorruptível:




"Também farão uma arca de madeira incorruptível; o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura de um côvado e meio, e de um côvado e meio a sua altura."
Êxodo 25.10-11

"Assim, fiz uma arca de madeira incorruptível, e alisei duas tábuas de pedra, como as primeiras; e subi ao monte com as duas tábuas na minha mão."
Deuteronômio 10,3

A Crença na concepção imaculada de Maria também se baseia na saudação usada pelo Anjo Gabriel ao se referir à Mãe do Senhor.  

A expressão "Cheia de Graça" em grego "Kecharitoménê", é empregada para designar a graça em seu sentido PLENO.
 A tradução em latim "Gratia Plena", isto é, "Graça Plena" é mais perfeita do que a portuguesa "Cheia de Graça". O Arcanjo falando com a Virgem a chama de Graça em sentido pleno, ou seja, onde superabundou a graça não existe o pecado.

Por isso, vemos varias alusões a Maria no livro do Cântico dos Cânticos:

És toda bela, ó minha amiga, e não há mancha em ti.
4,7

Porém uma é a minha pomba, a minha imaculada, a única de sua mãe, e a mais querida daquela que a deu à luz; viram-na as filhas e chamaram-na bem-aventurada, as rainhas e as concubinas louvaram-na. 
Cânticos 6,9

Eu dormia, mas o meu coração velava; e eis a voz do meu amado que está batendo: abre-me, minha irmã, meu amor, pomba minha, imaculada minha, porque a minha cabeça está cheia de orvalho, os meus cabelos das gotas da noite. 
Cânticos 5,2

Alguns protestantes usam o trecho da Bíblia "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;" (Rm 3, 23), para alegar que Maria foi um pecadora e esquecem que esse todos, não quer dizer sem exceções.  Nem todos foram destituídos da glória de Deus, pois devemos nos lembrar que Henoc e Elias também foram uma exceção a essa regra (Gênesis 5,24; 1 Re 2,11).

Assim, "todos" nem sempre significa a humanidade inteira incluindo Maria, Henoc, e Elias.

São João diz: "se dizemos ter comunhão com ele  e andamos nas trevas, nós mentimos e não seguimos a verdade" (1 Jo 1,6).

Maria esteve em comunhão contínua com Jesus, Ele e ela foram um só ser durante sua gestação, e a luz (Jesus) não poderia ter comunhão com o pecado, logo, Maria tinha de ser luz para gerar a luz.

Maria foi um ser puramente humano.   Jesus, que é Deus, foi quem tomou a carne de Maria, fazendo um corpo para si a partir dela. 

 São João diz mais: "aquele que afirma permanecer nele deve também viver como ele viveu" ( 1 Jo 2,6)

Maria permaneceu com Jesus nove meses, um só corpo, um só sangue, seria impossível que ela fosse uma mulher qualquer, pecadora.      

   Mesmo antes da encarnação do Verbo, ela não podia ter sido tocada pelo pecado, pois a Graça de Deus não convive com o pecado, daí ser Maria chamada pelo Anjo de Cheia de Graça.

Se cremos na divindade de Jesus, é contraditório negar a santidade de sua Mãe.

Se cremos que Jesus é imaculado  e afirmamos que seu sangue nos remiu, sangue e carne que ele tirou de Maria, temos também que crer que ela foi purificada  para cumprir com essa missão.
São João ainda afirma:

 4 Todo aquele que vive habitualmente no pecado também vive na rebeldia, pois o pecado é rebeldia. 

5 E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados; e nele não há pecado. 
6 Todo o que permanece nele (Maria)  não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece.
7 Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; 
8 quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo.
9 Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele (Maria), e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus.  (1 Jo 3, 4-9)

Logo, Jesus não se encarnaria numa carne que vive no pecado, na rebeldia, pois Maria permaneceu e foi predestinada para isso, para permanecer unida a ele.

 Assim, não viveu, nem podia viver em pecado, não só durante a gestação do Verbo, mas antes mesmo dela, pois Maria foi plena de graça, para não ser tocada pelo Diabo, pois quem comete pecado é do Diabo.

Se o Filho de Deus se manifestou para destruir as obras do Diabo, ele não tomaria carne, numa carne tocada pelo Diabo.

A semente de Deus que germinou em Maria não podia deixar que sua Mãe fosse carne do Diabo e do pecado.

 Como Maria foi predestinada desde o início dos tempos, ela tinha de ser "nascida de Deus para não pecar habitualmente, pois a semente de Deus, Jesus, permanecia nela.

Negar a Imaculada Conceição de Maria é negar a Divindade de Jesus
e todo o mistério de seu sacrifício, pois pelos méritos desse sacrifício e em vista dele é que Ela foi liberta da mancha original de Adão, e unida ao Verbo, em carne e sangue.

 Para que pelo seu sangue nos resgatasse e concluísse o resgate de sua própria Mãe, salva antes de todos por causa de todos.
Porém mesmo sendo salva Maria foi interrogada se aceitava participar da missão que lhe foi confiada, foi testada como os anjos, como Zacarias, porém esse último duvidou e foi castigado com a mudez.
 Maria aceitou sua missão demonstrando fé e foi medianeira das graças da redenção para muitos.








4- A Coroa de Maria





Nossa Senhora usa uma coroa, pois é Mãe do Rei e Senhor, assim é Mãe Rainha:


19. Betsabé foi, pois, ter com o rei para falar-lhe em favor de Adonias. O rei levantou-se para ir-lhe ao encontro, fez-lhe uma profunda reverência e sentou-se no trono. Mandou colocar um trono para a sua mãe, e ela sentou-se à sua direita:

20. Tenho um pequeno pedido a fazer-te, disse ela; não mo recuses. Pede, minha mãe, respondeu o rei, porque nada te recusarei.
(I Reis 2)

Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. (Apocalipse 12, 1)




5- O Manto de Maria 


O manto de Nossa Senhora simboliza seu poder de proteger a todos e interceder:


"8. Elias tomou o seu manto, dobrou-o e feriu com ele as águas, que se separaram para as duas bandas, de modo que atravessaram ambos a pé enxuto. (...)
Apanhou o manto que Elias deixara cair, e voltando até o Jordão, parou à beira do rio.
14. Tomou o manto que Elias deixara cair, feriu com ele as águas, dizendo: Onde está o Senhor, o Deus de Elias? Onde está ele? Tendo ferido as águas, estas separaram-se para um e outro lado, e Eliseu passou."
II Reis 2




6- A Intercessão de Maria, Mãe de Jesus, no céu.


Nossa Senhora está diante de Deus, assim como todos os justos que morrem no Senhor Luc 9,30;20,38, e assim como Abel que mesmo depois de morto ainda fala Heb 11,4, clama junto com todos os Santos por justiça e salvação para todo o mundo Apo 6,9ss, pois vivos ou mortos pertencemos ao Senhor e nos esforçamos por agradar-lhe II Cor 5,9 e nem a morte pode nos separar de Cristo Rom 8,38ss, que como cabeça de nossa Igreja, vive para interceder.

 E nós, que somos seu corpo, os da terra e os do céu, oramos com Jesus, pois Cabeça e Corpo são um só Heb 2,11; Ef 4,16. 



Os Santos podem ouvir nossas orações pois já estão em Deus e acompanham o Cristo onde quer que vá Apo 14,4, logo, se Cristo está em nosso meio, todo o céu também está aqui. Os Santos nos ajudam pelo laço que nos une que é o amor I Cor 12,25; II Cor 7,3; Gal 6,2; Ef 4,16. 



E a Bíblia fala da importância de pedir a intercessão do próximo II Cor 1,11; Jer 18,20; Bar 1,13; Jó 42,8, pois a oração de um justo tem muito poder Tg 5,16.

 E justos só aqueles que já estão dia e noite diante do Trono de Deus  I Cor 4,4; Apo 7,15, são eles nossos vigias Is 62,6-7; Heb 12,1, que não cessam de lembrar a Deus nossas necessidades Apo 5,8; 8,3-4.



7- Porque e para que fazer uma imagem de Nossa Senhora da Conceição?


Assim como Deus mandou fazer a imagem de uma serpente para que o povo de Israel demonstrasse sua fé (Num 21,7-9), nós fazemos representações de Maria para demonstrar nossa fé no poder de Deus e na intercessão de sua Mãe. 

As imagens servem para nos lembrar (Ex 28,29.30; Num 17,1-5; Deut 6,8-9; Jos 24,27) das realidades celestes onde Cristo está assentado à direita do Pai. Elas fazem memória, e  são convite a meditarmos nos mistérios de Deus, na vida e exemplo de seus santos.

Assim como as lâminas  feitas com os turíbulos dos pecadores para lembrar aos israelitas de não mais pecarem (Num 17,1-5), as imagens nos fazem recordar a necessidade da santidade e de que os Santos viveram esse mistério e que também podemos viver evitando o pecado.

Assim como os querubins da Arca eram vistos como o trono de Deus ( Ex 25,22; I Sam 4,4; II Sam 6,2;  I Cr 13,6; Is 37,16; Heb 9,5), as imagens de Maria nos recordam que ela foi o trono de Deus na terra. 

Do mesmo modo que a Arca de madeira com imagens de anjos,os querubins, era carregada como símbolo do poder de Deus (Num 10,35), as imagens também são carregadas como símbolos desse poder pela memória do sagrado que elas trazem.

Como o templo de Jerusalém era cheio de figuras e imagens (Ez 41,1.17-26), assim devemos usar imagens em nossas igrejas, casas, ruas, e qualquer ambiente (Deut 6,8-9), afim de nos lembrar a necessidade de orar e de buscar a Deus. 

As imagens são como um livro, elas falam sem precisar de palavras e nos lembram, pelo exemplo daqueles que elas representam,  dos mandamentos divinos de amar a Deus acima de tudo e ao próximo, por isso as usamos como a faixa usada pelos israelitas, as pomos diante de nossos olhos para que em casa ou pelo caminho, ao deitarmos ou levantarmos nos lembremos de Deus (Deut 6,4-9).

As imagens são usadas para fazerem memória (Jos 24,27) e nos lembrar do espiritual num mundo que quer e consegue muitas vezes nos fazer esquecer disso.

As imagens não são ídolos porque um ídolo é a representação de um deus falso que era adorado ( Ex 32,1; II Cr 13,8; II Cr 32,19), enquanto nossas imagens representam pessoas humanas, servos de Deus, anjos, Maria, Jesus, o Deus verdadeiro, adorado somente em seu corpo e sangue, na hóstia e são usadas como símbolos de veneração para nos lembrar do sagrado, como os querubins no templo ( Ex 26,31;  37,7.9; I Re 6,2.23.24-25. 27-29.32.35 ;7,29.36; 8,7;  II Cr 3,7. 10. 14; 5,8;)



Por representarem pessoas santas, temos o mesmo comportamento que os cristãos tinham diante dos santos (At 5,15-16; 18,11-12), queremos tocá-las, olhar para elas, tratá-las com carinho, beijá-las, nos ajoelhamos diante delas, como se elas estivessem aqui, mas ainda assim essas formas de expressão devocional não são formas de adoração, pois para nós existe um só Deus e seus Santos e Maria são nossos intercessores.



Josué, Moisés e o povo de israel também se ajoelhavam diante da Arca com imagens de anjos e oravam ao Senhor (Num 7,89; Jos 7,6) e diante da imagem da serpente, olhavam para ela em espírito de oração (Num 21,9) , assim podemos nos ajoelhar diante de uma imagem e olhar para elas em espírito de oração, conversando com os Santos que elas representam, (pois os judeus também se ajoelhavam diante dos santos profetas ou anjos em veneração (Num 22,31; I Re 18,7; I Cr 21,21)). Podemos e devemos pedir a intercessão de tão poderosos auxiliadores (Tg 5,16), pois sabemos que nossa oração se direciona não às imagens em si, mas a quem elas representam no céu.























































2 comentários:

  1. o salmo 115 diz oque; v.4 os ídolos deles são prata e ouro ,obra das mãos dos homens v 5 têm boca mas não falam; têm olhos,mas não vêem; agora você imagina os papas fazendo outro santo que nem ele é. não vi até hoje acontecer tantos milagres em uma igreja igual na mundial.lepra, aids, câncer,é todo dia e pelas mãos dos padres e papas acontece? tudo isto é Deus na vida de uma igreja que busca um Deus verdadeiro. e você? tem e serve . eu sim 41 anos entreguei a minha vida ao senhor jesus- lê, estas referência. sal:95 v 7 Isaías 44: 12 á 19 .is.31, Naum 1:14, Deut: 11:18 á 22 no livro de Oseias 4: 6 diz Deus o meu povo foi destruído porque faltou conhecimento, falta você conhecer quem é jesus Oseias 6:3 mateus 22:29 errais muito vocês. vamos ver, o batismo significa sepultamento, os evangélicos recebem o batismo por imersão que significa morreu para o mundo e vive para cristo.batizar crianças não esta na Bíblia e Nem espargi ou esborrifá água sobre crianças.

    ResponderExcluir
  2. Renan Leite,
    Falta você buscar o conhecimento, estudar melhor, pesquisar mais.
    1- o salmo 115 foi escrito para combater a idolatria (o culto aos deuses) e não o culto aos Santos, pois Deus mandou fazer imagens de santos anjos, os querubins, (Ex 25,18-22) e imagem de uma serpente (Num 21,7-9) para o povo que a olhasse em oração e ser curado. O Templo de Jerusalém era cheio de imagens ( I Re 6,18-35;I Re 7, 18-51;I Re 8,5-11; Ez 41,1-26) como nossas Igrejas Católicas são. Sobre a Arca da Aliança levavam-se duas imagens de Anjos (os querubins) que era conduzida em procissões (Num 10,35; Jos 3,3-8) e diante da qual o povo se prostrava em oração (Num 7,89; Jos 7,6).
    Tudo isso mostra que o uso de imagens é totalmente permitido pela Bíblia, pois Deus proibiu imagens de deuses e não de Santos ou Anjos.

    2- Nenhum milagre em sua igreja mundial até hoje foi comprovado cientificamente. Você nunca estudou que esses milagres são golpes antigos? Que essas igrejas inventam milagres, que muitas vezes pagam para pessoas dizerem que foram curadas? Você nunca estudou sobre o efeito da mente humana no poder de curar? Você mesmo pode ser curado se você acreditar em qualquer coisa. Cura não é milagre. O Milagre deve ser comprovado por cientistas e uma equipe de médicos e não com uma atestado como vocês fazem e eu já vi na televisão essas mentiras.
    Milagres comprovados cientificamente temos só na Igreja Católica: o milagre da hóstia que se transformou em carne e ainda hoje está intacta( Milagre de Lanciano), o milagre de Guadalupe (pesquise) Os dois milagres foram comprovados, um por uma universidade na Itália e o outro pela Nasa. Outros milagres: o milagre da casa de Loreto, o milagre do sol em Fátima, os milagres de Lourdes, os milagres em Mediugórie, os milagres de Aparecida, etc Todos os anos o Papa canoniza algum Santo e para ele ser canonizado, exigem-se 2 milagres comprovados cientificamente. Todos os Santos fizeram grandiosos milagres.
    4- Todas essas passagens bíblicas nós lemos. Sabe porque? Porque quem fez a Bíblia foi a Igreja Católica, porque sua igreja nunca existiu, os Apóstolos não a fundaram. Os Apóstolos fundaram a Igreja Católica, São Pedro foi nosso primeiro bispo de Roma. fomos nós quem escolhemos o Novo Testamento que você lê.
    5- Sua Igreja Mundial foi fundada em 1988, ou seja, mais de 1900 anos depois da minha, e você acha que a sua sabe algo? E toda a história da Igreja? E a história de quem escolheu a Bíblia? Seu pastor se chama de Apóstolo, pura heresia e blasfêmia. Homem falso, que nasceu ontem e não foi escolhido por Jesus para ser Apóstolo, que só rouba o povo pra comprar fazendas e você ainda dá dinheiro a ele. Acorde!!!!! Apóstolos só são os doze leia sua Bíblia Apocalipse 21,14. São Paulo foi Apóstolo por consideração e mais ninguém I Coríntios 9,2; 14,33 Os Apóstolos fundaram uma só igreja e eram contra as divisões que vocês protestantes fazem: Romanos 16,17-18; Gálatas 1,9
    6- São Paulo batizava famílias inteiras Atos 16,33; I Coríntios 1,16 , logo batizava crianças também. E a Bíblia não estabelece a quantidade água necessária para o batismo, se um copo, uma bacia ou uma piscina, para quem tem fé o importante é o simbolismo. Você já estudou metáforas? Pois aprenda que a Bíblia é cheia delas.
    7- Estude. Veja que a primeira e única Igreja fundada pelo Senhor é a Igreja Católica. Sua igreja foi fruto de brigas por poder, dinheiro. Se seu argumento é dizer que na sua igreja tem milagres, lembre-se que na Universal, renascer, assembleia, e em tantas outras inventadas todos os dias, etc, existem pretensos milagres não comprovados também.

    E Jesus disse:
    22 Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?'
    23 Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal!
    (Mateus 7,22-23)
    Reflita se você pratica o bem, é humilde, pois seu texto diz que você não é.

    ResponderExcluir