sábado, 25 de maio de 2013

A ÁGUA BENTA NA BÍBLIA, NA TRADIÇÃO DA IGREJA E CONTRA MAUS ESPÍRITOS E DEMÔNIOS





A água benta é um sacramental, ou seja, um sinal instituído pela Igreja, que recebeu autoridade do Senhor para tal ministério (Mt 16,18-19; 18,17-18).

 Ela é o sacramental mais usado pela Igreja, pois nos lembra o Batismo, nossa purificação:


... o batismo de agora, que vos salva também a vós, não pela purificação das impurezas do corpo, mas pela que consiste em pedir a Deus uma consciência boa, pela ressurreição de Jesus Cristo. (I São Pedro 3, 21)



A água benta é usada tanto para abençoar, como para purificar-se dos pecados.






Ela  se relaciona com a água lustral do Antigo Testamento, usada em rituais de purificação:

Um homem puro recolherá a cinza da vaca e a deporá em um lugar puro fora do acampamento, onde será guardada pela assembléia dos israelitas para a água lustral. Este é um sacrifício pelo pecado. (Números 19, 9)





Um trecho da Bíblia que nos fala da água lustral:

11. Quem tocar o cadáver de um homem qualquer será impuro sete dias;
12. purificar-se-á com esta água ao terceiro e ao sétimo dia, e será puro; mas se ele não se purificar ao terceiro e ao sétimo dia, não será puro.
13. Todo que tiver tocado o cadáver de um homem qualquer, e não se purificar, manchará a casa do Senhor; será cortado de Israel. Não tendo corrido sobre ele a água lustral, ficará impuro, e sua impureza permanecerá sobre ele.
(...)
16. Se alguém, em pleno campo, tocar em um homem morto pela espada, em um cadáver, em ossos humanos, ou em um sepulcro, será impuro durante sete dias.
17. Para quem se tiver assim manchado, tomar-se-á da cinza da vítima queimada pelo pecado, e se deitará por cima dela, dentro de um vaso, água viva.
18. Em seguida, um homem puro, depois de ter molhado nela um hissopo, aspergirá com ele a tenda, todo o seu mobiliário, todas as pessoas que aí se encontram, bem como a pessoa que tocou nos ossos, ou no homem assassinado, ou no cadáver, ou no sepulcro.
19. O homem puro aspergirá o impuro ao terceiro e ao sétimo dia e o purificará no sétimo dia. Lavará as suas vestes e a si mesmo, e à tarde será puro.
20. O homem impuro que não se purificar será cortado da assembléia, porque ele mancha o santuário do Senhor. Não tendo corrido sobre ele a água lustral, ele permanece impuro.
21. Esta será para eles uma lei perpétua. Aquele que tiver feito a aspersão com a água lustral deverá lavar suas vestes. Todo que tocar a água lustral será impuro até a tarde.
22. Tudo o que tocar o impuro será manchado, e a pessoa que o tocar será impura até a tarde.”
(Números 19)


A água Benta é usada no Batismo, consagrada com a Força do Espirito Santo. 

Ela é uma água viva, símbolo do próprio Cristo (Jo 4,14) e de seu Espirito Santo, que nos lava de todo pecado e nos fortalece:

Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus. (São João 3, 5)









A água Benta nos é dada pelo próprio Cristo:


mas o que beber da água que eu lhe der jamais terá sede. Mas a água que eu lhe der virá a ser nele fonte de água, que jorrará até a vida eterna. (São João 4, 14)

mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água. (São João 19, 34)



Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra,"

Efésios 5,25-26




Novamente me disse: Está pronto! Eu sou o Alfa e o Ômega, o Começo e o Fim. A quem tem sede eu darei gratuitamente de beber da fonte da água viva. (Apocalipse 21, 6)

Mostrou-me então o anjo um rio de água viva resplandecente como cristal de rocha, saindo do trono de Deus e do Cordeiro. (Apocalipse 22, 1)


O costume de usar a água benta é assegurado pela Bíblia. 

Apesar de termos recebido o Batismo uma só vez, podemos e devemos usar a água benta para relembrá-lo:

acheguemo-nos a ele com coração sincero, com plena firmeza da fé, o mais íntimo da alma isento de toda mácula de pecado e o corpo lavado com a água purificadora (do batismo). (Hebreus 10, 22)



Antes, era muito comum o uso de água benta entre os católicos.

Depois a água benta ficou restrita apenas a alguns ambientes. 









Normalmente, encontramos uma pia de água benta na porta das Igrejas, onde o fiel molha a ponta dos dedos e se benze fazendo o sinal da cruz.









Também há o uso de água benta em algumas cerimônias da Igreja, como no início da Missa Tradicional: 

o padre anda na Igreja aspergindo água benta nos fiéis, antes de começar a Santa Missa.












Mas há fiéis que levam num vidrinho pequeno, água benta consigo. 







Aspergem-na discretamente no ambiente de trabalho, na escola, na faculdade, no carro novo que comprou, e até em si mesmos antes de fazerem algum exame, diante de uma provação, diante de uma dificuldade. 



É muito útil levar água benta consigo.

No início do Cristianismo, Santo Alexandre mandou usar o sal na bênção da água. 

Essa mistura nos remete ao profeta Eliseu que usou sal na água para torna-la sadia (II Reis 2,12-22). Também nos remete ao Evangelho, no qual o cristão é convidado a ser sal da terra (Mateus 5,13).

Na lei de Moisés, aspergia-se o povo com água misturada com a cinza do bezerrinho vermelho que imolavam. Chama-se lustral essa água (Num 19,9), que limpava o povo das imundícies.

 O que as cinzas eram na Lei de Moisés é o sal no Novo Testamento.

 O sal simboliza a sabedoria e a amargura da penitência. 

Antes de benzer a água, benze-se o sal. 

A água simboliza o batismo. 

Benzendo-se a água, o padre vai misturando o sal já bento e assim resulta-se na água benta.



Mas a água que eu lhe der virá a ser nele fonte de água, que jorrará até a vida eterna.
 (São João 4, 14)

Efeitos espirituais da água benta:

1 – Afugenta todo o poder do demônio no lugar em que se joga a água benta;
2 – Nos dá forças contra os pecados mortais e veniais;
3 – Afugenta toda sombra, fantasia e astúcia diabólica;
4 – Tira as distrações na oração;
5 – Dispõe a alma, com a graça do Espírito Santo, à maior devoção.

Efeitos corporais da água benta:

1 – Abundância nos bens temporais;
2 – Afasta as enfermidades;
3 – Afugenta os gafanhotos, ratos e outros animais daninhos e ares pestíferos.

A água benta afugenta o demônio, pois é uma água plena da força do Espírito Santo, uma água viva, que nos lembra o Batismo (Jo 4,14; Heb 10,22), e nos recorda a cruz, morte  ressurreição do Senhor e a destruição do poder do pecado e do demônio (Rom 6,3-4; Col 2,15) . 

O conhecido livro" Tesouros de Exemplos conta que uma criança gravemente enferma ficou curada ao receber a benção de São João Crisóstomo com a água benta. São João Crisóstomo viveu entre 347-407, o que mostra que o uso da água benta é antiquíssimo.

Segundo alguns impressos protestantes, a "fabricação" da água benta terá sido instituída no ano 1000. O que não é verdade:

Deve-se dizer que o uso da água benta na Igreja se prende ao uso da água batismal. 

Sim; o elemento natural "água" tendo sido escolhido por Jesus para comunicar a regeneração e a vida eterna, os cristãos julgaram oportuno renovar o seu compromisso batismal usando água sob forma de sacramental ( o Batismo é um sacramento; a água benta é um sacramental) - sacramental é um objeto sobre o qual a Igreja reza, pedindo a Deus sejam recobertos de graças e bênçãos todos aqueles que os utilizarem. 











 Por conseguinte, o sinal da cruz com água benta e a aspersão dela foram tidos como canais que continuam a derramar as graças da Redenção sobre pessoas e objetos atingidos por essa água.









Entende-se, pois, que o uso da água benta não teve origem no ano 1000, mas, sim, nos primórdios da Igreja, em íntima conexão com o Batismo. 

É difícil dizer donde os protestantes tiram tantas distorções históricas.


Do mesmo modo, lê-se em panfletos protestantes que o sinal da Cruz foi instituído em 300 d.C. o que também não é verdade:

Quem pesquisa a literatura cristã anterior a 300, verifica, por exemplo, que o escritor Tertuliano (falecido pouco antes de 220) atesta o amplo uso do sinal da Cruz por parte dos cristãos nas mais variadas situações da vida:

"Quando nos pomos a caminhar, quando saímos e entramos, quando nos vestimos, quando nos lavamos, quando iniciamos as refeições, quando nos vamos deitar, quando nos sentamos, nessas ocasiões e em todas as nossas demais atividades, persignamo-nos a testa com o sinal da cruz" (De corona militis 3).

Diz ainda Hipólito de Roma (+ 235/6), descrevendo as práticas dos cristãos do século III:

"Marcai com respeito as vossas cabeças com o sinal da Cruz. Este sinal da Paixão opõe-se ao diabo e protege contra o diabo, se é feito com fé, não por ostentação, mas em virtude da convicção de que é um escudo protetor. É um sinal como outrora foi o Cordeiro Verdadeiro; ao fazer o sinal da Cruz na fronte e sobre os olhos, rechaçamos aquele que nos espreita para nos condenar" (Tradição dos Apóstolos 42).

Esses testemunhos dão a ver que o sinal da Cruz já no início do século III estava muito difundido entre os cristãos, de tal modo que suas origens se identificam com as dos primórdios do Cristianismo.

















7 comentários:

  1. Sim...mas os versiculos mostrados não se referem a agua benta. Tanto que não mostra em momento algum o uso desta, como a igreja catolica usa. Por favor, gostaria de uma explicação logica e com base na Bíblia, pq as mostradas aque não estam se referindo ao título:A ÁGUA BENTA NA BÍBLIA, NA TRADIÇÃO DA IGREJA E CONTRA MAUS ESPÍRITOS E DEMÔNIOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os versículos se relacionam com a água benta. A água benta nada mais é que a água usada no batismo. Como diz o Catecismo, no artigo §1668, a água benta foi instituída pela Igreja. A Igreja recebeu de Cristo o poder de ligar e desligar (Mt 16,18-19; 18,17-18) e por esse poder ela pode determinar os sacramentais. Os sacramentais não são sacramentos, mas nos lembram eles, e têm o poder de nos conceder graças espirituais. Entre os sacramentais está a água benta. Essa água é usada do mesmo jeito que a lustral. A água lustral também prefigurava o batismo , uma água de purificação de pecados(Números 19, 9). A água benta também é um símbolo da água viva que é o próprio Jesus (Apocalipse 21, 6), que é o Espírito Santo (São João 4, 14). Por isso todos esses versículos se referem à água benta. Lembre-se que a Igreja é a coluna e sustentáculo da verdade (I Timóteo 3,15) e tem o poder de Cristo para instituir os sacramentais (Mateus 18,18), que são símbolos pelos quais ela nos concede graças espirituais. Toda a Bíblia deve ser interpretada e nem tudo vem escrito literalmente. A água benta não está literalmente escrita nesses textos, mas neles vemos uma prefiguração dessa realidade. Do mesmo modo, não está escrito literalmente no Antigo Testamento que Jesus era o Cristo, mas os Apóstolos viram no Antigo Testamento as passagens que prefiguravam Jesus, o homem das dores mencionada em Isaías, ou o messias mencionado nos Salmos.
      Estude a interpretação e a história da Bíblia e da Igreja com a Igreja Católica e você não se arrependerá.

      Excluir
  2. Muita enrola cão poucas evidências nas respostas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POUCAS EVIDÊNCIAS:
      1- DE QUE SÓ BÍBLIA É FUNDAMENTO DE FÉ E DOUTRINA:

      Você deve ter concepção de que tem de vir escrito na Bíblia os termos "Água benta".
      Vem escrito na Bíblia os termos "Santissima Trindade", "Jesus é Deus", "Bíblia", "a Bíblia é a palavra de Deus"?

      NÃO, NÉ?

      Exatamente porque toda doutrina Cristã foi formulada por minha Igreja,a Católica, que vem desde as origens. E essa Igreja desde o início dos séculos usava a água benta.
      E foi essa Igreja que recebeu de Cristo pra ligar e desligar:

      E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. Mateus 16,19

      Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
      Mateus 18,18

      Se nossa Igreja ligou a água para ser um símbolo de bênção, você pode blasfemar como mil demônios que não adiantará nada. Nossa fé não precisa do seu achismo para existir.

      2- DE QUE SUA IGREJA INVENTADA FOI INSPIRADA POR DEUS?
      Todas as outras igrejas e denominações não existiam, foram inventadas.
      Disso temos provas históricas. Pegaram um livro feito pela Igreja Católica e se acham doanas da verdade, mas não conseguem se manter unidos numa só doutrina. Se o Espírito Santo só é um como você acha saber qual a verdade se você é participante de mais uma das seitas e doutrinas?


      Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.
      Efésios 4,14

      SÓ HÁ UMA DOUTRINA VERDADEIRA DESDE AS ORIGENS:

      Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
      Tito 1,9

      3- DE QUE VOCÊS PROTESTANTES EVANGÉLICOS SÃO NA MAIORIA FUNADAMENTALISTAS FANÁTICOS AGRESSIVOS?

      É o que fica evidente em sua fala. "Enrolação", "Falta de evidência", você fala como se existissem provas científicas que se pudessem elencar no que tange à fé. É muita falta de noção típica de quem aprendeu a refletir e ouviu a vida toda a frase pronta protestante "só a Bíblia tem tudo". E acha que esse tudo tem que vir escrito "Água benta".

      VOCÊ TEM UMA FÉ INFANTIL E MOSTRA IMATURIDADE EM SUAS PALAVRAS.

      NOVIDADE PARA VOCÊ:

      NEM TUDO FOI ESCRITO NA BÍBLIA.

      Excluir
    2. Olá eu sou protestante mas acredito no poder da água benta e eu não acho que os católicos e protestantes irão por exemplo, a um céu separado (apenas modo de dizer) o que você acha disso? Nós nos encontraremos lá encima ?

      Excluir
    3. Parabéns! Seria bom se todos pensassem como você. Conocordo com você e a nossa Igreja também diz isso em seu Catecismo. Só há uma Igreja, um só Corpo de Cristo e Cristo veio para todos. Deus veio para salvar todos os homens e no céu não haverá essas diferenças doutrinais, de religião, etc. Que todos sejam um , como disse Jesus. Bom saber sua opinião.

      Excluir
    4. Obrigado por responder fique com Deus.

      Excluir