domingo, 8 de julho de 2012

SANTA ANA E SÃO JOAQUIM NA BÍBLIA - PORQUE SÃO VENERADOS OS PAIS DE MARIA
















Nem tudo foi escrito na Bíblia (João 20,30-31; 21,25; 2 João 1,12; 2 Timóteo 2,2; II Tessalonicenses 2, 14).


A história dos Santos Joaquim e Ana fazem parte da tradição que recebemos dos primeiros cristãos e eles dos Apóstolos (2 Tess. 2,15; 2 Tim 21-2) e está escrita num evangelho apócrifo muito antigo, o Proto- Evangelho de Tiago, que muitos estudiosos afirmam ter sido a base do Evangelho canônico de São Lucas.  

A fé em São Joaquim e Santa Ana está escrita no coração do Cristianismo (2 Coríntios 3,2; Efésios 3,17) desde o início dos séculos.

Os Apóstolos não falavam de guardar a Bíblia, pois a Bíblia sozinha é motivo de deturpação, mas os Apóstolos falavam de guardar a Doutrina (2 Tim 1,12-14; Rom 16,16-17; Tito 1,8-9; Tit 2,1; Heb 6,1-3; 2 Tim 2,1-2 ) e é essa doutrina, que vem desde o início dos séculos, que a Igreja Católica tem guardado.

A Igreja é a coluna e sustentáculo da verdade (I Timóteo 3,15) e não a Bíblia. 

E a Igreja Católica é a única Igreja que vem desde esse início, fundada pelo Senhor (Mateus 16,18) que disse que o inferno não a venceria, e é  guiada pelo Espírito Santo que a ensina tudo (João 14,26) pois o que ela ligar na terra será ligado no céu e tudo o que ela desligar, será desligado (Mateus 16,19; 18,18).


Veneramos São Joaquim e Santa Ana, pois segundo a Bíblia devemos "fazer o elogio dos homens ilustres, que são nossos antepassados" (Eclo 44,1) e a sagrada escritura diz que "por causa de nossos antepasados os filhos permanecem para sempre e são uma santa linhagem" (Eclo 44,12-13).

 Essas passagens podemos aplicar aos avós de Jesus, pois por causa da vida santa deles é que Maria, a Mãe de Nosso Senhor teve uma boa educação e foi preparada dignamente para ser a morada do Senhor e dar não só sua carne e sangue ao Verbo Divino, como também sua própria educação. 

Também a Bíblia diz que "A coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são seus pais." (Provérbios 17,6), logo Jesus terá em grande merecimento a intercessão de seus avós.

Leiamos um trecho do livro da Bíblia, o Eclesiástico:


LIVRO DO ECLESIÁSTICO ( 44,1. 10-15):


"Façamos o elogio dos homens ilustres, que são nossos antepassados, em sua linhagem.




(10) Os primeiros, porém, foram homens de misericórdia, nunca foram esquecidas as obras de sua caridade.
(11) Na sua posteridade permanecem os seus bens.
(12) Os filhos de seus filhos são uma santa linhagem, e seus descendentes mantêm-se fiéis às alianças.


 



(13) Por causa deles seus filhos permanecem para sempre, e sua posteridade, assim como sua glória, não terá fim.


(14) Seus corpos foram sepultados em paz, seu nome vive de século em século.



(15) Proclamem os povos sua sabedoria, e cante a assembléia os seus louvores!







De São Joaquim e de Santa Ana, pais de Maria, avós de Jesus,  podemos dizer o que disse São Paulo em (Romanos 9,4-5):


"Eles são os israelitas; a eles foram dadas a adoção, a glória, as alianças, a lei, o culto, as promessas
e os patriarcas; deles descende Cristo, segundo a carne, o qual é, sobre todas as coisas, Deus bendito para sempre. Amém."






Os pais da Virgem Maria eram Santos servos de Deus e por isso foram escolhidos para serem os progenitores da Mãe do Salvador, eles mereceram ver o que muitos profetas e justos desejaram ver e não viram, como nos diz o Evangelho:





"Mas, quanto a vós, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem! Ditosos os vossos ouvidos, porque ouvem!
 Eu vos declaro, em verdade: muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não ouviram."
Mt 13, 16-17

  

Louvamos os pais de Maria, pois todo louvor dados aos Santos dirige-se a Deus (Mateus 5, 16), pois eles são Santos por obra do Senhor, e a Bíblia diz que devemos louvar os que fazem o bem e que a memória dos Santos são fonte de bênçãos:


"Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem;"
Romanos 2,9-10


"Exultem em Javé, ó justos! Aos retos convém o louvor." (Salmos 33, 1)

"Os povos proclamarão a sabedoria deles, e a assembléia celebrará o seu louvor." (Eclesiástico 44, 15)


"...seja aos governadores como enviados dele para punir os malfeitores e para louvar os que fazem o bem. "
(I São Pedro 2, 14)

"uma só é a minha pomba sem defeito, uma só a preferida pela mãe que a gerou. Vendo, as jovens a felicitam, e rainhas e concubinas a louvam:" (Cântico dos Cânticos 6, 9)

"Cantem o sucesso do trabalho dela, e que suas obras a louvem na praça da cidade." (Provérbios 31, 31)


Peçamos a intercessão desses servos de Deus, pois a memória do justo alcança bênçãos" (Provérbios 10,7) e que "uma cidade prospera pela bênção dos Justos" (Provérbios 11,11) e os que morrem em Cristo já estão com ele (Lucas 23,42; II Coríntios 5,1.6-8; Filipenses 1,23), diante do seu trono (Apocalipse 7,15) e podem orar, clamar e interceder por nós (Lucas 20,38; 16,22-31; Hebreus 11,4; Apocalipse 5,8. 6,9-11).












Nenhum comentário:

Postar um comentário