terça-feira, 28 de junho de 2011

PODER DO CORAÇÃO DE JESUS - O ESCUDO DO CORAÇÃO DE JESUS - BENTINHO - DETENTE









O Escudo é uma das mais antigas tradições católicas.

Iniciou-se na França, em 1673, através das aparições de Nosso Senhor a Santa Margarida Maria Alacoque.












 



 

Em 1689, a madre superiora do Mosteiro da cidade de Dijon atende ao pedido da santa e pede que sejam confeccionados e distribuídos os primeiros Escudos.

Logo começam a surgir relatos de doenças que foram curadas e perigos afastados graças ao Escudo do Sagrado Coração.



Desde então, a distribuição de escudos tornou-se uma prática católica amplamente divulgada.

 Devoção de grande fervor espiritual amparada pela Santa Igreja, sua força protetora é inquestionável.

 
DOENÇAS CURADAS PELO USO DO ESCUDO


Em 1720 uma peste mortífera assombrou a França.

Centenas de pessoas morriam diariamente, acometidas por febres e dores horríveis.

Espantosamente, muitos daqueles que carregavam consigo o Escudo foram salvos. Não houve explicação lógica para isso.

A população atribuiu este milagre ao Sagrado Coração de Jesus.










SÍMBOLO DE FÉ








Anos mais tarde, durante a Revolução Francesa, em 1789, os católicos que se opunham aos revolucionários carregavam uma bandeira com os dizeres: "Coração de Jesus, salvai a França".

 E mesmo com precários armamentos, estes heróis resistiram bravamente contra a fúria anti-católica.


Conta-se que na Guerra Civil Espanhola, em 1936, os soldados católicos carregavam o Escudo como brasão, o que muitas vezes os salvou milagrosamente das balas dos raivosos comunistas.

Não houve explicação lógica para isso. A população atribuiu este milagre ao Sagrado Coração de Jesus.





BÊNÇÃO DO PAPA
 
 
 
 


Quando apresentaram ao Papa Beato Pio IX o Escudo do Sagrado Coração de Jesus, ele proferiu estas históricas palavras:



“... não quero que Satanás de modo algum possa causar dano àqueles que trouxerem consigo o Escudo, símbolo do Coração adorável de Jesus”.



 


E na mesma ocasião o Papa disse também:



Vou benzer este Coração, e quero que todos aqueles que forem feitos segundo esse modelo recebam esta bênção, sem ser necessário que algum outro padre a renove”.



Fica evidente que o Papa queria estimular ao máximo o uso do Escudo, a ponto de benzê-lo "a priori", desde que ele fosse feito de acordo com o modelo que apresentaram a ele .

 
A devoção ao Detente, o Escudo do Sagrado Coração de Jesus.



Essa piedosa prática, outrora muito difundida entre os católicos, é um modo simples, mas esplêndido, de manifestarmos permanentemente nossa gratidão e amor ao Sagrado Coração, vítima de nossos pecados.

E, ao mesmo tempo, d´Ele recebermos inúmeros benefícios e uma proteção extraordinária contra todos os perigos. Esse é o tema que passaremos a expor.



Detente: poderosa proteçao contra as armadilhas do demônio



O que é um Detente? Uma armadura espiritual?







É um poderoso Escudo que a Divina Providência colocou à nossa disposição, a fim de nos proteger contra os mais diversos perigos que enfrentamos em nosso dia-a-dia.







Para isso, basta levá-lo consigo, não havendo necessidade de ser bento, pois o bem-aventurado Papa Pio IX estendeu sua bênção a todos os Escudos — como veremos adiante.



Detente, ou Escudo do Sagrado Coração de Jesus — também conhecido como bentinho, salvaguarda, ou mesmo como pequeno escapulário do Sagrado Coração — é um emblema com a imagem do Sagrado Coração e a divisa:

Alto! O Coração de Jesus está comigo. Venha a nós o Vosso Reino!



É comum levarmos no bolso, ou em nossas carteiras, pastas etc., fotografias de pessoas a quem muito queremos (pais ou filhos, por exemplo).













Assim, ter consigo o Detente é um meio de expressar nosso amor ao Sagrado Coração de Jesus; sinal de nossa confiança em sua proteção contra as armadilhas do demônio e perigos de toda ordem.







Levando conosco esse Escudo, estaremos continuamente como que afirmando: Alto! Detenha-te, demônio;

detenha-se toda maldade; todo perigo; todo desastre;

detenham-se todos os assaltos;

todas as balas de bandidos;

todas as tentações; detenha-se todo inimigo;

toda enfermidade; detenham-se nossas paixões desordenadas — pois o Sagrado Coração de Jesus está comigo!



Portar esse Escudo auxilia-nos, além dessas e de tantas outras proteções, a recordar continuamente as promessas do Sagrado Coração de Jesus;

 é símbolo de nossa total confiança na proteção divina; é um sinal de nossa permanente súplica e fidelidade a Nosso Senhor e um pedido de que Ele faça nossos corações semelhantes ao d’Ele.



Origem do Escudo do Sagrado Coração de Jesus





Santa Margarida Maria Alacoque — como testemunha sua carta, escrita no dia 2 de março de 1686, dirigida à sua Superiora, Madre Saumaise — transcreve um desejo que lhe fora revelado por Nosso Senhor:









Ele deseja que a Senhora mande fazer uns escudos com a imagem de seu Sagrado Coração, a fim de que todos aqueles que queiram oferecer-Lhe uma homenagem, os coloquem em suas casas; e uns menores, para as pessoas levarem consigo”.

Nascia, assim, o costume de portar esses pequenos Escudos.



Essa santa devota do Detente portava-o sempre consigo e convidava suas noviças a fazerem o mesmo.

 Ela confeccionou muitas dessas imagens e dizia que seu uso era muito agradável ao Sagrado Coração.



A autorização para tal prática, no início, foi concedida somente aos conventos da Visitação.

Depois, foi mais difundida pela Venerável Ana Magdalena Rémuzat (1696-1730). A essa religiosa, também da mesma Ordem da Visitação, falecida em alto conceito de santidade, Nosso Senhor fez saber antecipadamente o dano que causaria uma grave epidemia na cidade francesa de Marselha, em 1720, bem como o maravilhoso auxílio que os marselheses receberiam com a devoção a seu Sagrado Coração.

A referida visitandina fez, com a ajuda de suas irmãs de hábito, milhares desses Escudos do Sagrado Coração e os repartiu por toda a cidade onde grassava a peste.



A história registra que, pouco depois, a epidemia cessou como por milagre.

Não contagiou muitos daqueles que portavam o Escudo, e as pessoas contagiadas tiveram um extraordinário auxílio com essa devoção. Em outras localidades ocorreram fatos análogos.

 A partir de então, o costume se estendeu por outras cidades e países.
















VENHA A NÓS O VOSSO REINO!

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, QUE TANTO NOS AMAIS,
FAZEI QUE EU VOS AME CADA VEZ MAIS.


DOCE CORAÇÃO DE JESUS, SÊDE A MINHA SALVAÇÃO.

JESUS,
MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO,
FAZEI O NOSSO CORAÇÃO SEMELHANTE AO VOSSO!


SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS,
EU CONFIO EM VÓS!
















































O ESCUDO LIVRA SOLDADOS NA GUERRA








Nenhum comentário:

Postar um comentário