sexta-feira, 4 de março de 2011

É CARNAVAL







CONSIDERAÇÕES SOBRE O CARNAVAL

O CARNAVAL PARA MUITOS É UMA FESTA DO DIABO, PORQUE AS PESSOAS EXAGERAM EM SUAS BRINCADEIRAS, ACHAM QUE TUDO É PERMITIDO, A VIOLÊNCIA E A BEBIDA DESENFREADA GERAM SITUAÇÕES TRISTES, ETC.

EXISTE UM LADO NEGATIVO NA FESTA DO CARNAVAL SIM.

 MUITOS ATÉ CULPAM A IGREJA DE TER DEIXADO ESSA FESTA SOBREVIVER, NO ENTANTO EU SEMPRE PENSO NO LADO BOM DO CARNAVAL.

NÃO ESQUEÇO NUNCA O TEXTO DA ESCRITURA QUE DIZ " PARA OS PUROS TUDO É PURO".

DESSA FORMA, NÃO CANSO DE ME ALEGRAR E BRINCAR NO CARNAVAL. MARACATU, FREVO, SAMBA, COCO DE RODA, MARCHINHAS, BLOCOS, ETC , TUDO É COLORIDO, CHEIO DE VIDA, DE ALEGRIA, E EM TUDO ISSO EU TAMBÉM VEJO DEUS.


EU VEJO DEUS NAS FAMÍLIAS QUE BRINCAM UNIDAS, NAS CRIANÇAS FELIZES, NOS JOVENS QUE DANÇAM E EXPRESSAM SEU AMOR, NOS IDOSOS QUE CANTAM E PULAM E EM TODOS QUE SE FANTASIAM E FAZEM UMA FESTA MÁGICA.

JÁ FIZ RETIRO ALGUNS ANOS, VIVI REZANDO PELAS PESSOAS QUE PECAM NO CARNAVAL, HOJE TAMBÉM REZO, MAS VOU PARA O MEIO DO POVO, VOU DANÇAR FREVO, VOU PARA OS ENCONTROS DE BLOCO, SUBO E DESÇO LADEIRAS EM OLINDA...

EU AMO O CARNAVAL E REZO A DEUS PARA QUE SEJA UMA FESTA DE AMOR.

SEI QUE MUITOS NÃO TÊM AUTO CONTROLE, BEBEM , MATAM, ROUBAM....

MUITOS VÃO SEM AMOR, SEM ALEGRIA, SEM DESEJO DE BRINCAR, VÃO APENAS PARA REALIZAR TODO TIPO DE MAU INTENÇÃO.


FAÇO O SINAL DA CRUZ, REZO A DEUS PARA QUE NADA DE MAL ME ACONTEÇA, NEM AOS QUE AMO, E QUE O MUNDO POSSA SER MELHOR.

MAS ENQUANTO REZO, TAMBÉM DANÇO, PULO E CANTO, BRINCO O CARNAVAL E FAÇO DE MINHA ALEGRIA TAMBÉM UMA ORAÇÃO.
















TEXTO DA WIKIPEDIA:

Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. O período do carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "carnaval". Durante o período do carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX








História e origem


A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "carnaval" está, desse modo, relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "carnaval", sendo que "carnis" do grego significa carne e "valles" significa prazeres.




Em geral, o carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira (Terça-feira gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras), último dia antes da Quaresma.

 Nos Estados Unidos, o termo mardi gras é sinônimo de Carnaval.







O carnaval da Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia, bebia e participava de alegres celebrações e busca incessante dos prazeres. O Carnaval prolongava-se por sete dias na ruas, praças e casas da Antiga Roma, de 17 a 23 de dezembro. Todas as actividades e negócios eram suspensos neste período, os escravos ganhavam liberdade temporária para fazer o que em quisessem e as restrições morais eram relaxadas. As pessoas trocavam presentes, um rei era eleito por brincadeira e comandava o cortejo pelas ruas (Saturnalicius princeps) e as tradicionais fitas de lã que amarravam aos pés da estátua do deus Saturno eram retiradas, como se a cidade o convidasse para participar da folia.



No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual.



Cálculo do dia de Carnaval

 
Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa, com exceção do Natal. Como o domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a sexta-feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário